“So pretty, so smart… such a waste of a young heart… what a pity, what a shame.”
“Mas eu sinto, sabe? Sinto muito as coisas. Tudo, todos. Mesmo que eu tente esconder, mesmo que eu tente não me mostrar. Mesmo que eu disfarce. Eu sinto tudo demais.”
“Eu quero que você vá pra merda, vá pra casa do caralho, vá a puta que te pariu, vá pra porra, vá pro quinto dos infernos e só pra completar, vai se foder.”
“Eu sinto tanta saudade que tenho a impressão de que, mesmo que coisas maravilhosas aconteçam daqui pra frente nada vai se comparar ao que eu vivi com você.”
“Quando o assunto é você, eu logo já abro um sorriso enorme, e meus olhos começam a brilhar. Isso tem um nome…”
“E quando chorei por você vi que a porra era mais séria do que eu imaginava. Vi que toda aquela minha pose de durona não serviu pra nada. Me dei conta que eu já estava mais que envolvida. Eu não só queria, como precisava de você aqui. Quando me dei conta eu tinha me apaixonado, até mesmo quando eu dizia repetidas vezes que eu não me apaixonaria naquele momento.”
“Pessoas grossas são mais interessantes do que pessoas simpáticas ou amigáveis. Geralmente tem uma ferida muito funda por baixo da grosseria. Ninguém é como é por quê quer; sempre tem um por quê e eu gosto de conhecer isso nas pessoas, os pontos baixos delas, mais do que os altos. Fora que, quando você conquista uma pessoa assim, ela te faz sentir especial. Ela trata todo mundo mal, mas contigo é diferente.”